LDSportNews

LDSportNews


Salah: o fenômeno egípcio

Mohamed Salah

Salah, um fenômeno egípcio na Europa / Twitter: @22mosalah

Mohamed Salah Gahly é o craque do momento no futebol europeu. O egípcio de 25 anos lidera o ranking da Chuteira de Ouro 2017/18 graças aos 28 gols marcados até o momento com o Liverpool na Premier League inglesa – três a mais que o segundo colocado, Leo Messi, do FC Barcelona.

Nessa semana, durante a apresentação de um acordo com um novo patrocinador, Salah falou sobre o que é o melhor momento da sua carreira, que está rendendo até comparações com Messi. “É bom ser comparado com um grande jogador que está tantos anos no topo como Messi, mas eu só falo em comparação com relação aos gols”.

Salah também analisou o sorteio que colocou o Liverpool contra o Manchester City nas quartas de final da Champions League. “O sorteio foi bom, conhecemos bem o City. Vamos trabalhar duro para chegar nas semifinais”. Na sequência, despertou a curiosidade de todos com uma frase misteriosa. “Tenho um objetivo, mas só vou revelar no final da temporada”.

Perguntado sobre a sua carreira, o goleador egípcio resumiu da seguinte maneira: “Sempre busquei ser diferente desde que comecei minha viagem pela Europa, vejo que tenho um caminho diferente, que me faz trabalhar mais duro, melhor e com mais entusiasmo”, disse.

Por último, falou sobre as possibilidades da sua seleção na Copa do Mundo da Rússia 2018. “Egito pode chegar longe na Copa do Mundo”, afirmou. “A equipe tem jogadores jovens que querem dar o máximo e o mesmo ocorre com os veteranos”, completou.

Um herói no Egito

Mohamed Salah mostrou desde o início que é um homem de princípios e que não se esconde na hora de ter algum posicionamento sobre tudo o que ocorre no planeta. Um exemplo disso ocorreu  durante a sua passagem pela Fiorentina, na temporada 2014/15.

É um fato público e notório que na Itália muito jogadores utilizam números estranhos nas camisas, como o 99 que usou Ronaldinho, o 8+1 de Zamorano e o 88 usado por Buffon no Parma. Na Fiorentina, Salah usou o 74. Mas se engana quem pensa que foi por algum motivo fútil.

No dia 1 de fevereiro de 2012, 74 pessoas morreram em uma batalha entre torcedores no estádio de Port

Salah Liverpool

Salah é o artilheiro da Premier League, com 28 gols / twitter: @22mosalah

Said, durante uma partida entre o Al Ahly e o Al Masry. Na época Salah tinha apenas 19 anos, jogava no Arab Contractors e ficou chocado com a tragédia. Na sua chegada a Florença, escolheu esse número para homenagear os seus compatriotas falecidos.

Esse gesto e sua constante evolução esportiva o transformou em um verdadeiro herói no Egito e em toda a África, onde ninguém ainda consegue acreditar que um egípcio seja o principal candidato a conseguir a tão cobiçada Chuteira de Ouro.

Outro exemplo ocorreu durante uma partida da fase de grupos da Champions League de 2013, em um duelo entre a sua equipe na época, o FC Basel, e o Maccabi de Tel Aviv. Salas se recusou a viajar a Israel por considerá-lo um país opressor. No final, aceitou participar do jogo mas se negou a dar a mão aos jogadores israelenses.

Trajetória na Europa

Salta iniciou a sua trajetória na Europa no FC Basel, da Suíça, em 2012. Dois anos depois foi comprado pelo Chelsea, mas sob o comando de José Mourinho não teve muitas chances. Resultado: acabou emprestado em 2014 para a Fiorentina e, no ano seguinte, para o Roma, ambos da Itália.

Em agosto de 2016, o clube romano exerceu a opção de compra e contratou Salah de forma definitiva por 15 milhões de euros. Porém, a equipe italiana foi obrigada a vendê-lo para cumprir o pacto de fair play financeiro criado pela UEFA.

Desse modo, acabou contratado pelo Liverpool por um total de 50 milhões de euros (oito deles em variáveis) e se tornou o jogador africano mais caro da história. “Se você observa como eu era há cinco anos e como sou agora vai ver que mudei muito, tanto mentalmente como fisicamente”, afirmou,  em uma entrevista recente à BBC.

Seleção Egípcia

Salah foi eleito Bola de Ouro da África em 2017 e é a grande estrela da seleção egípcia, pela qual já marcou 32 gols em 56 jogos. Inclusive foi dele o gol – aos 45min do 2º tempo – que garantiu a classificação do Egito para uma Copa do Mundo após 28 anos de ausência. Canhoto, rápido e habilidoso, será sem dúvida umas das estrelas da Rússia 2018.

Para reforçar essa ideia, ninguém melhor que o técnico atual do jogador, o alemão Jürgen Klopp, que não poupou elogios para definir a sua principal estrela. “O último jogador que eu lembro que teve a mesma influência que ele tem em uma equipe foi Maradona”. Sem mais!

Seria Salah o melhor atacante da atualidade? Assista ao vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões…

Tags: , , , ,


Share this:

%d blogueiros gostam disto:
Copyright © 2009 LD SportNews. All rights reserved.