LDSportNews

LDSportNews


O triste adeus de Neymar

Neymar no seu carro chegando ao treino

Neymar, na sua chegada ao CT Joan Gamper, nesta quarta-feira / Manu Fernández – AP/AE

Acabou o silêncio. A novela sobre a transferência de Neymar ao PSG parece estar próxima do fim. O atacante brasileiro foi até a Cidade Esportiva Joan Gamper na manhã desta quarta-feira apenas para comunicar os seus companheiros do FC Barcelona que deixará o clube nos próximos dias.

O técnico Ernesto Valverde aceitou liberar o jogador para resolver seu futuro e, pouco depois, o clube catalão confirmou o anúncio do atleta em uma das suas contas oficiais do Twitter. Mais tarde, o jogador e o pai dele se reuniram no escritório do Barça para transmitir a mensagem também para a diretoria do clube. Desse modo, toda a especulação sobre a conflitiva saída do brasileiro do Barça se confirmou e agora um novo jogo está prestes a começar.

O Barça se posicionou dizendo através do seu presidente que se o jogador não está contente, que pague a cláusula milionária e vá para onde quiser. E que não vai aceitar nenhum pedido do clube francês para rebaixar ou facilitar o processo do pagamento da cláusula de 222 milhões de euros. Além disso, depositou sob juízo os 26 milhões ao pai do jogador (referente à renovação do atleta com o Barça no ano passado), a espera da conclusão desse caso.

Também deixou claro que vai denunciar o PSG para a UEFA pela falta de ética em todo esse processo e por não respeitar o ‘fair play’ financeiro existente na Europa. Vale destacar que em nenhum momento o clube francês entrou em contato com o Barça para a contratação do jogador. Só agora, depois de tudo, é que ambos os clubes terão que sentar para negociar.

Outro que se mostrou duro e disposto a complicar a transferência de Neymar ao clube francês é o presidente da Liga de Futebol Profissional (LFP), Javier Tebas. “Se o PSG chega com o dinheiro da cláusula de Neymar, não aceitaremos”, afirmou. “Ainda mais quando esse clube está infringindo normas e leis”.

Tebas declarou que tomará as medidas necessárias para evitar o que seria um caso de ‘dopagem financeiro’. “Se a UEFA não reagir, denunciaremos imediatamente. A denúncia está pronta e será apresentada na própria UEFA, na União Europeia e na Corte da Suíça”, concluiu.

Pela porta dos fundos…de novo

Neymar chegou ao Barça para provar que poderia ser o melhor jogador do mundo e o possível sucessor de Messi em um futuro próximo. Quatro temporadas depois, ficou evidente que ainda está longe de poder ser comparado ao craque argentino. O uruguaio Luis Suárez, por exemplo, precisou de apenas duas temporadas e meia para superar os números do brasileiro em quatro anos.

Neymar conquistou muitos títulos no Barça, teve até sua parcela de colaboração em alguns deles, mas nunca teve a capacidade de carregar sozinho a equipe nas costas, principalmente quando Messi estava contundido ou Suárez não estava na sua melhor forma. E isso sempre contando com o respaldo total do clube, dos companheiros e da torcida.

Neymar, na CE Joan Gamper

Neymar, durante uma coletiva na CE Joan Gamper / Lucas Duarte

Para brilhar, sempre precisou da ajuda dos colegas e surfou mais que ninguém em uma ‘onda’ chamada Messi. O que não é nenhuma vergonha. Muitos fizeram o mesmo antes dele. O único problema mais uma vez foi o caminho escolhido para dizer adeus a um clube que fez o que estava ao seu alcance para ajudá-lo.

Ficou claro que Neymar não veio ao Barça por amor. A história é bem diferente da que ele e sua ‘turma’ tentaram transmitir na sua chegada. Todos entendem que um jogador pode decidir o que quiser sobre a sua carreira e o seu futuro. Entretanto, existem diferentes maneiras de fazer as coisas. E nesses momentos é quando você conhece o caráter de um indivíduo.

Neymar saiu pela porta dos fundos do Santos e conseguiu em poucos dias ser considerado ‘persona non grata’ em Barcelona, um lugar onde nunca chegou a se consolidar como ídolo. E se alguém chegar em um futuro próximo com uma mala de dinheiro maior, certamente acabará saindo da mesma maneira do PSG.

A situação do brasileiro em Barcelona é insustentável. Todos desejam que vá embora o antes possível, que seja muito feliz em Paris ou onde for e, principalmente, que deixe de uma vez por todas os 222 milhões de euros no caixa. E o que é pior: ninguém vai sentir saudade.

Tags: , , , ,


Share this:

Copyright © 2009 LD SportNews. All rights reserved.